Le Cordon Bleu Logo

Descubra um pouco mais sobre a vida de nossos Chefs.

Patrick Martin:

Diretor técnico responsável por implantar o Le Cordon Bleu no Brasil, tem mais de 25 anos de atuação no instituto. Foi o Chef responsável pelo desenvolvimento técnico e abertura das escolas do México e de Tóquio além de ter atuado nas escolas da França, de Londres e nos Estados Unidos. Em sua trajetória, o chef passou por diversos restaurantes em Paris, como o Restaurante Charlot, e o três estrelas Michelin, Restaurant Ledoyen, os buffets Dalloyau e Flo Prestige. Entre os prêmios conquistados, Martin recebeu o título de Chef do Ano em Paris, no “Trophée National”, e foi finalista na competição “Meilleur Ouvrier de France”. O chef foi também vice-presidente de Desenvolvimento Educacional em Culinária. A vinda de Martin ao Brasil faz parte do tradicional processo de implantação das escolas aplicado em todos os países em que o instituto inicia sua operação.



Renata Braune:

Nascida no Rio de Janeiro é formada em pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica em 1989. Fez sua estreia profissional no restaurante In Citta em São Paulo como supervisora de qualidade. Em 1991, decidiu se profissionalizar indo estudar no Le Cordon Bleu de Paris.

Depois de formada trabalhou em Paris no Restaurante Ile de Re e La Varenne, retornando ao Brasil onde foi consultora na Casa Europa & Bar Supremo e Chef de Cuisine no Restaurante Santo Colomba por dois anos. Voltou à Paris para se especializar em boulangerie e em um curso de confeitaria na École Lenôtre.

De 1994 a 2012, foi chef executiva do Chef Rouge em São Paulo. Em julho de 2012, deixou o Chef Rouge para coordenar o Atelier Gourmand e dar consultorias de menus para clientes corporativos e hotéis, foi assessora gastronômica do Grupo Endemol para o programa Masterchef Brasil da Rede Bandeirantes. Atualmente é Chef Instrutora no curso de Cuisine do Instituto de artes Culinarias Le Cordon Bleu São Paulo.

Amanda Lopes:

Eleita a melhor doceira do Brasil pela revista Gula e, de São Paulo, pela Época São Paulo. Em 2008 teve seu mil-folhas, premiado pelo caderno Paladar, do jornal O Estado de São Paulo. Comandou por 6 anos a pâtisserie da Jelly Bread, padaria e confeitaria em São Paulo, formada pelo Senac, em Campos do Jordão – SP tem em sua bagagem experiências internacionais por meio de especializações em pâtisserie na École Lenôtre e Institut Paul Bocuse, duas das melhores escolas francesas do ramo, também trabalhou nas pâtisseries de Pierre Hermé e Laurent Duchêne, em Paris. De volta ao Brasil, esteve à frente de renomadas confeitarias paulistanas como: Douce France, comandada pelo francês Fabrice Lenud, dos restaurantes La Brasserie, de Erick Jacquin, e Saint Honoré. Atualmente é Chef Instrutora do curso de Pâtisserie no Instituto de Artes Culinárias Le Cordon Bleu São Paulo.

Jean Yves Poirey:

Frances, formado pela escola francesa Hoteliere de École Thonon-les-Bains, seu inicio na cozinha foi como Chefe de Rang no Compagnie de Navigation Paquet, em Marselha, tendo também trabalhado como Sub Chef no Hotel Intercontinental, em Genebra.

Por 27 anos atuou como Chef Executivo no Hotel Le Meridien, tendo iniciado no cargo em 1979, período em que pode experimentar e aprimorar suas técnicas, tendo contato com a culinária de diversos países, como: Portugal, Síria, Kuwait e Nigéria. Em 1981 mudou-se para o Brasil, onde trabalhou em cozinhas do Rio de Janeiro e Salvador. Já no Brasil, foi chef executivo do Othon Palace no Rio de Janeiro.

Há quase 30 anos no país, o Chef adotou Salvador como seu lar, adora preparar salada com peixes grelhados, mas não dispensa um bom ratatouille, um clássico da culinária francesa. Atualmente é Chef Instrutor do curso de Cuisine no Instituto de artes culinárias Le Cordon Bleu São Paulo.

Alain Uzan:

Nascido em Paris, filho de donos de restaurantes, Alain é Chef de Cozinha, palestrante, professor universitário, escritor e consultor associado pela WACS (World Association os Chefs Societies). Começou sua carreira na pizzaria dos pais, o PizzaBella, com quem abriu outros 3 restaurantes,  

Ainda na França, partindo do desejo de recomeçar, abriu sozinho um novo restaurante especializado em frutos do mar, chamado La Rivieira. Algum tempo mais tarde descobriu a paixão pela Boulangerie, se especializando em todos os tipos de pães possíveis que poderiam ser vendidos em sua loja.

Em 1999, a convite de um amigo, passou um mês no Brasil e se apaixonou pelo lugar onde em novembro do mesmo ano abriu seu primeiro restaurante, o Le Bistrot D’ Alain. Em 2002 abriu seu segundo restaurante, o L’Assiete, em São Paulo.

De lá para cá fez diversas consultorias, em inúmeros restaurantes espalhado pelo país.Em 2016 recebeu o título de Maître Cuisinier de France e atualmente ocupa o cargo de Chef de Cozinha de produção no Institulo de Artes Culinárias Le Cordon Bleu São Paulo. 

Pablo Peralta

Formado no curso de Gastronomia pelo o Instituto Argentino de Gastronomia, em Buenos Aires, Pablo tem uma experiência vasta em confeitaria, com passagem por casas como a Pâtisserie Douce France, em São Paulo, pelo Restaurante Astrid & Gastón, em Buenos Aires, e pelo o Restaurante Sho, no Uruguai. Pablo também atuou nas salas de aula, passando pelo o Instituto de Educação Superior de Brasília e no Instituto Argentino de Gastronomia onde lecionou sobre Confeitaria Básica, Confeitaria Avançada, Panificação e Confeitaria. Atualmente integra o time de Chefs instrutores em Pâtisserie do Instituto de artes culinárias Le Cordon Bleu São Paulo

Contate-nos

TOP