Le Cordon Bleu Logo

Sucesso: confeiteira Victoria Zeni conta sua trajetória após obter o Grand Diplôme



A alumni estudou em Ottawa e hoje trabalha com o Chef Henrique Fogaça


“Lembro como se fosse ontem quando me sentei para assistir minha primeira aula de Pâtisserie e pensei: ‘o que estou fazendo aqui?’. Até então, eu nunca tinha assado um bolo que tivesse dado certo, era péssima com doces”. A lembrança do que poderia ter sido a mesma sensação de um “bolo solado na cozinha” transformou-se numa trajetória que podemos considerar le crème de la creme, vivida pela alumni Victoria Zeni, que conquistou o Grand Diplôme em 2017, após estudar durante nove meses no Le Cordon Bleu Ottawa. Aos 21 anos, ela é confeiteira no restaurante Sal Gastronomia, comandado pelo Chef Henrique Fogaça, jurado do MasterChef Brasil.

Apaixonada por cozinha desde pequena, Victoria não sabe bem o momento específico em que decidiu estudar gastronomia, mas sempre teve este sonho. “Desde pequena tenho um enorme apreço pela comida. Sempre tive esta paixão em mim”, afirma.

Mas foi em Ottawa que tudo começou. Ao falar da experiência que teve no Instituto, Victoria lembra que foram meses intensos, de muito estudo, tentativas, erros e acertos, elogios e correções.

“É muito difícil colocar em palavras a mistura de sentimentos que o Le Cordon Bleu nos proporciona. Eu me formei no Grand Diplôme em apenas nove meses, entre esses, muitas noites sem dormir, com o objetivo de tirar o máximo proveito de tudo que estava sendo passado. Tinha dias que fazíamos os quatro blocos, passando mais de 15 horas na escola. A mistura do cansaço extremo com o privilégio de estar recebendo tanto ensinamento de Chefs experientes, renomados e apaixonados pelo que fazem é uma sensação única. Após inúmeras críticas construtivas e alguns elogios pelo caminho, subi ao palco para receber minhas medalhas e diplomas com muito orgulho e já com saudade”, recorda.

O Le Cordon Bleu me preparou para a indústria no mundo real, me fez crescer, superar dificuldades, aprender com os meus erros, respeitar a hierarquia, me mostrou o quão importante é o trabalho em equipe e principalmente que nós, mulheres, podemos nos tornar grandes Chefs.
Todo o esforço valeu a pena. A alumni diz que na instituição aprendeu muito além das técnicas da cozinha francesa.

“O Le Cordon Bleu me preparou para a indústria no mundo real, me fez crescer, superar dificuldades, aprender com os meus erros, respeitar a hierarquia, me mostrou o quão importante é o trabalho em equipe e principalmente que nós, mulheres, podemos nos tornar grandes Chefs."

Após aprender tantas técnicas avançadas, o sabor das boas lembranças de uma receita de família ainda domina o paladar da confeiteira.

“São tantas receitas que me encantam, seja pela simplicidade que se transforma em uma explosão de sabores ou pela sua complexidade em técnicas e desafios a serem superados. Mas o melhor bolo de chocolate que eu já comi é uma receita da minha mãe que leva especiarias e pimenta dedo de moça. Passamos horas discutindo sobre qual recheio seria o ideal, enquanto devorávamos o bolo acompanhado de chá e muitas risadas.”









Com a formação completa em Pâtisserie e Cuisine, a alumni não sabe ainda em qual área prefere trabalhar, mas já está cheia de planos.

“Amo Cuisine e sinto muita falta de trabalhar nessa área, mas sou apaixonada por Pâtisserrie. Meu grande objetivo é ter um restaurante fora do país para que eu possa mostrar um pouco da riqueza gastronômica brasileira pelo mundo a fora. Neste momento, com apenas 21 anos, ainda sinto a necessidade de ter experiências profissionais tanto nacionalmente, para aprender mais sobre essas nossas riquezas, quanto internacionalmente, para decifrar o mercado e as necessidades de uma outra cultura.”


A mistura do cansaço extremo com o privilégio de estar recebendo tanto ensinamento de Chefs experientes, renomados e apaixonados pelo que fazem é uma sensação única. Após inúmeras críticas construtivas e alguns elogios pelo caminho, subi ao palco para receber minhas medalhas e diplomas com muito orgulho e já com saudade.
Em pouco tempo de profissão, Victoria já tem em mente que para ser um excelente profissional de cozinha não basta apenas saber cozinhar. Para ela, existem dois pontos fundamentais: trabalho em equipe e higiene. “Por trás de um renomado Chef, existem inúmeras pessoas trabalhando, desde cozinheiros, passando por garçons e faxineiros, que precisam estar em completa sincronia para que o serviço flua com excelência”, lembra.

“Assim como precisamos do alimento para sobreviver, ele também pode nos adoecer devido à quantidade de bactérias e a facilidade com que se proliferam em certas condições, por isso é de extrema importância um profissional que preze por uma boa prática de higiene”, acrescenta.

O bolo de chocolate da família é apenas uma das inspirações para seguir cozinhando. A mistura de duas mulheres fortes, como considera Victoria, a sua avó Lilian Saloti e a Chef Cristina Solinas (foto ao lado), também faz parte desta receita.

“Mesmo com poucas condições, minha avó sempre cozinhou com muito amor e carinho, fazendo questão que a família estivesse reunida. A Chef Cristiana Solinas, instrutora do Le Cordon Bleu Ottawa, além de ter me passado muito conhecimento, me ensinou a valorizar meu trabalho e ter orgulho de enfrentar um mundo tão machista que é a indústria gastronômica de cabeça erguida. São duas mulheres fortes, batalhadoras, que superaram grandes dificuldades na vida e que cozinham com amor.”

Victoria acredita que a abertura do Le Cordon Bleu no Brasil trará grande visibilidade à gastronomia do país, gerando mais reconhecimento da profissão, e deixa um recado para os novos alunos que estão iniciando os estudos no Instituto.

“O Le Cordon Bleu proporciona aos seus alunos uma experiência única, dando a oportunidade de aprenderem com Chefs renomados para que se tornem profissionais de excelência. Aproveitem ao máximo para absorver todo o aprendizado, prestem atenção aos pequenos detalhes, deem sempre o seu melhor e façam tudo com amor!”.

Notícias e eventos

Leia mais
Leia mais
Leia mais
TOP