Ambiente

No ambiente assinado pelas arquitetas Flávia Clapp e Michelle Storry o clássico combina com o moderno de forma sofisticada. Móveis de luxo contrapõem com outros mais rústicos como os garimpados em antiquários, à exemplo da mesa oval de jacarandá e sofá Luiz XV, feito com tachas e pés em bronze, e que foi todo restaurado e recebeu forração em tecido velvet Fendi ultramoderno e de alta performance. Cadeiras estofadas em jacquard de veludo estilo Givenchy complementam o espaço que é iluminado por um imponente pendente de cristal estilo imperial e cúpulas forradas em estampa exclusiva para o restaurante. Cadeiras Luiz XV forradas com tecido 100% sustentável produzidos com fios reciclados também completam a decoração.

Nas paredes externas da entrada e da área bistrô, tijolos aparentes de demolição dão o ar rústico, com arandelas e balizadores em aço e cimento. Já na área bistrô, mesas de ferro com tampos revestidos em azulejos branco e banquetas em madeira e ferro, bem como bancos em formato de rolhas de champagne, dão um toque de bistrô francês ao ambiente.

 

Sobre a Le Cordon Bleu

Aberta em 1895, na França, como uma escola de culinária parisiense, a marca Le Cordon Bleu se tornou a mais respeitada rede internacional de institutos de artes culinárias e de hospitalidade, presente em 20 países em todo o mundo. Com 35 escolas internacionais frequentadas por mais de 20 mil alunos anualmente, as aulas da Le Cordon Bleu são ministradas por chefs renomados, com experiência em restaurantes com estrelas Michelin, com prêmios e títulos importantes na bagagem. Os chefs e head chefs transmitem aos alunos seus conhecimentos de culinária francesa clássica e técnicas culinárias internacionais modernas, através de conteúdo teórico e aulas práticas.